Possivelmente passou parte dos últimos meses a dar maior descanso ao carro por estar a trabalhar em casa. Ou, caso tenha continuado a conduzir com a mesma frequência, certamente notou uma redução significativa de trânsito. Mas, este mês, muitos condutores estão a voltar às estradas e ao frenesim das horas de ponta, com o regresso ao trabalho no escritório.

 

É importante manter uma condução cuidado e segura ao longo do todo o ano, para se proteger a si e aos outros. Mas é especialmente importante ter mais cuidados sabendo que vai partilhar as estradas com centenas ou milhares de outros condutores. Assim, reunimos 5 dicas para uma condução mais segura todos os dia, o ano inteiro!

 

  • Modere a velocidade

Sem dúvida que a nossa primeira dica é também a mais básica e óbvia, mas nunca é demais reforçar que deve moderar a velocidade na condução. Ao conduzir mais rápido, o tempo para reagir a eventuais problemas na via é proporcionalmente muito mais reduzido, pois o controlo sobre o carro também reduz. Por exemplo, segundo o IMT, a distância de paragem (distância de reacção + distância de travagem), mais que duplica quando um veículo passa dos 30 km/h para os 50 km/h – mesmo que a velocidade em si não tenha duplicado.

Assim, nunca deve conduzir em excesso de velocidade nem em velocidade excessiva – sim, são casos diferentes! Passamos a explicar a diferença, de acordo com uma publicação da GNR:

  • Excesso de velocidade é “quando um condutor conduz a uma velocidade que excede os limites legais previstos na lei, por exemplo, o condutor de um automóvel ligeiro de passageiros, sem reboque que excede a velocidade de 120 Km/h numa autoestrada”.
  • Velocidade excessiva é “quando um condutor conduz a uma velocidade não adequada para as condições da via, do veículo ou de quaisquer outras circunstâncias relevantes, como por exemplo, as condições atmosféricas. Em suma, pode circular-se em velocidade excessiva mesmo sem ultrapassar os limites legais da velocidade”.

 

  • Não utilize o telemóvel enquanto conduz

Infelizmente, este tem sido um problema cada vez mais premente nas estradas. O número de acidentes de viação devido ao uso do telemóvel durante a condução tem subido nos últimos anos. Segundo a APCAP, 24% dos acidentes com vítimas em 2019 deveram-se à distracção dos condutores – incluindo a provocada pelos telemóveis.

A condução é uma actividade que envolve muita concentração. Ao mesmo tempo que tem de prestar atenção ao seu veículo, tem também de ter atenção a tudo o que o rodeia. Desde outros veículos e obstáculos na estrada, ao caminho a percorrer ou condições atmosféricas, entre outros. Se desviar esta atenção para o telemóvel, a sua segurança fica extremamente comprometida, assim como a dos restantes condutores e transeuntes.

 

De referir que o uso de telemóvel durante a condução constitui uma contra ordenação grave. Segundo o Artigo 84º do Código da Estrada, é punível com multas que podem ascender aos 600€. Assim sendo, não mexa no telemóvel enquanto conduz. Se precisar de atender alguma chamada, faça-o de forma segura com um kit de mãos livres, que lhe permite não desviar os olhos da estrada. Desta forma evita uma possível multa ou mesmo um acidente grave.

 

  • Evite conduzir sob stress e/ou com cansaço

O cansaço ou a sonolência são outra das causas de muitos dos acidentes rodoviários. Quando estamos cansados, a nossa capacidade de reacção reduz significativamente. Consequentemente, o tempo de reacção aumenta e, por isso, pode ser mais difícil evitar acidentes. O pára-arranca do trânsito depois de um dia de trabalho cansativo também não ajuda, por isso mantenha-se alerta e bem desperto.

Se fizer viagens longas, pare com regularidade para descansar. Idealmente, faça uma paragem a cada 2-3h para repousar, esticar as pernas, abastecer o veículo e fazer refeições ligeiras. Não convém fazer refeições muito pesadas pois estas dão mais azo a sonolência. E, se o sono teimar em aparecer, durma um pouco. Uma simples sesta pode ajudar bastante e evitar acidentes!

 

Da mesma forma que não deve conduzir com sono, evite conduzir sob stress. A falta de paciência no trânsito pode originar situações desagradáveis e totalmente evitáveis. Muitos acidentes, especialmente na hora de ponta, acontecem por os condutores estarem sob stress e quererem sair do trânsito. Mas lembre-se que aquela manobra arriscada ou brusca só poderá ajudá-lo a poupar uns minutos, na melhor das hipóteses. Na pior das hipóteses, poderá fazê-lo perder várias horas a ter de resolver um acidente evitável.

 

  • Adapte a condução às condições meteorológicas

Como sabe, conduzir num dia seco de verão com o sol a brilhar não é igual a conduzir num dia de chuva torrencial. Assim sendo, deve sempre adaptar a condução às condições meteorológicas. Modere a velocidade, tenha atenção à distância de segurança e use sempre sinais luminosos. Em situação de nevoeiro (e somente nesta), recorra aos faróis de nevoeiro para que seja visto pelos outros condutores. 

Tenha também atenção às condições da estrada em que conduz. Buracos, detritos, areias ou óleo podem comprometer a sua segurança, por isso tenha cuidado.

 

  • Tenha atenção à manutenção do carro

Por fim, mas não menos importante, deve ter atenção à manutenção do seu veículo. Garanta que tudo está de acordo com todas as regras e o mais seguro possível. Verifique com regularidade os pneus, faróis, escovas e líquidos. Sempre que notar algo estranho, como barulhos ou luzes acesas no tablier, leve o seu carro à oficina. Faça também check-ups e revisões regulares, com trocas de filtros e óleos e manutenção da climatização no habitáculo.

Na Gocarmat podemos ajudá-lo a manter o seu veículo sempre seguro. Conheça aqui todas as nossas oficinas e os nossos serviços

Copyright © GOCARMAT® | Rede de Oficinas Multimarca

logo-footer