Carro de polícia em operação stop

 

De certeza que já viu ou foi parado numa operação STOP. Estas têm como meta o controlo e regulação da circulação rodoviária e, apesar de normalmente se realizarem em dias festivos, eventos ou manifestações, se lhe for pedido que pare é necessário saber como proceder.  Para além das leis relativas ao consumo de bebidas alcoólicas há direitos e deveres que precisa de conhecer. Neste artigo apresentamos-lhe todas as informações para que circule com maior segurança rodoviária.

 

Primeiramente, caso seja mandado parar por um agente da polícia, deve abrandar e seguir as instruções indicadas. Se não o fizer, poderá ser inibido de conduzir por um período mínimo de 1 ou 2 meses e máximo de 1 ou 2 anos, de acordo com o Código da Estrada e/ou pagar uma coima cujo valor varia entre os 500€ e os 2500€.

De seguida, os documentos que deve apresentar contendo a sua identificação, são: cartão de cidadão/passaporte/título de residência e carta de condução. Caso não consiga apresentar esta documentação corre o risco de pagar uma coima entre os 60€ e os 300€. Contudo, o cidadão pode apresentar a documentação física às autoridades indicadas num período de 8 dias e, nesse sentido, a coima será de 30€ a 150€.

 

Para além destes procedimentos, os condutores também têm direitos que em nenhuma circunstância podem ser ignorados.

  • Direito à Privacidade: o condutor tem de dar autorização voluntária às autoridades para que lhe possam revistar a viatura. A autoridade judiciária competente só pode aprovar este ato por parte dos agentes da polícia caso existam indicações de criminalidade ou se detiverem um mandato judicial.
  • Teste do Balão: o condutor tem o direito de prosseguir a sua rota quando este teste é validado como negativo. Tem, também, o direito a uma contraprova realizada num hospital e paga pelo cidadão, caso os níveis de álcool apresentados no sangue sejam superiores aos legais. Contudo, se o condutor se recusar a efetuar o teste, ficará inibido de conduzir num período mínimo de 3 meses e máximo de 3 anos, sendo punido por Crime de Desobediência.
  • Princípio da Igualdade: todos os cidadãos devem ser tratados com igualdade, respeito e cortesia independentemente da sua orientação sexual, religião, raça e condição social.

 

Contacte-nos para qualquer dúvida relativa ao funcionamento da sua viatura e marque a inspeção do veículo connosco para que possa viajar com todos os documentos em dia!

Na Gocarmat zelamos pelo bem-estar dos nossos clientes e pela sua segurança rodoviária. 

Copyright © GOCARMAT® | Rede de Oficinas Multimarca

logo-footer